Ilustração Portuguesa, No. 917, Setembro 15 1923 – 23

Carregar na imagem para ver em tamanho 1000 x 1543.

Critica-se a falta de profissionalismo do teatro em Portugal, que faz com que em meados de Setembro ainda não se saiba o que está agendado para o futuro.

Ilustração Portuguesa, No. 917, September 15 1923 - 23a

“Baralharam-se e confundiram-se os generos. A mesma companhia, no mesmo teatro, representa o drama, a comedia, a farça, em regra com os mesmos artistas, sendo dificil provar, discernir onde começa a arte e onde termina a industria. Os elencos constituem-se, amiude, em torno de um casal. Com quem? Com o que calhar! Todas as actrizes, todos os actores são genericos. Depois, como os repertorios surgem consoante o acaso é servido, as peças engrolam-se, ensaim-se a mata cavalos, interpretam-se, não raro, do avesso; o ponto passa a ser a providencia dos desmemoriados e dos que mal tiveram tempo para decorar, arreliando, simultaneamente, o publico com a sua gritaria, e a arte afunda-se na mais dolorosa e lamentavel miseria intelectual e moral que se tem visto.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: