Archive

Monthly Archives: Março 2015

Ilustração Portugueza, No. 457, November 23 1914 - 2

Carregar na imagem para ver em tamanho 1534 x 2330.

A crónica de Augusto de Castro, ilustrada por Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro.

O S. Martinho em Lisboa; a história de Rocambole é adaptada ao cinema; a guerra em África; e João de Barros escreve “Ode à Bélgica”.

Parte do Concurso das Figuras Nacionais, a silhueta do Infante D. Henrique. Carregar na imagem para ver em tamanho 600 x 630.

Ilustração Portugueza, No. 457, November 23 1914 - 2a

“Rocambole visita-nos agora no ecran d’um animatografo. Rocambole é a figura mais popular da literatura contemporanea. Pode, mesmo, dizer-se, que ele, aventureiro e misterioso, foi o pae de toda uma literatura. O romance-folhetim, o moderno romance de intriga nasceram de Rocambole. Sherlok Holmes, Raffles, Arséne Lupin, são seus filhos. Aos dezesete anos, todos nós convivemos com Rocambole, o admirámos e passámos algumas horas perturbadas na sua literariamente pouco estimavel companhia. (…) Comtudo, Rocambole é a imaginação – e essa personagem inverosimil, com os seus punhaes e as suas proezas, ha algumas dezenas de anos que comove e interessa milhões de criaturas.”