Arquivo

Monthly Archives: Novembro 2015

Mocidade Portuguesa Feminina, Nº 4, Agosto 1939 - capa

Carregar na imagem para ver em tamanho 1000 x 1435.

Do livro Mocidade Portuguesa Feminina de Irene Flunser Pimentel, editora A Esfera dos Livros, 2007.

“Para António de Oliveira Salazar o papel da mulher era claro: ‘Deixemos o homem a lutar com a vida no exterior, na rua… E a mulher a defendê-la, a trazê-la nos seus braços, no interior da casa…’ (Salazar, 1932). Até porque como refere em 1933 ‘nunca houve nenhuma boa dona de casa que não tivesse muito que fazer’.”

Século Ilustrado, No. 486, April 26 1947 - 5

Carregar na imagem para ver em tamanho 1096 x 1524.

As novidades literárias. Na imagem, o escritor Aquilino Ribeiro, que publicava o romance “Arcanjo Negro”, e a biografia histórica “Constantino de Bragança, VII vizo-rei da Índia”.

“O poeta e escritor Adolfo Simões Muller pode orgulhar-se de ter já uma vasta obra de literatura infantil que o destaca entre todos quantos se dedicam ao mesmo género. (…) Foi este autor quem renovou, de certo modo, a literatura infantil entre nos. (…)

Como noutras épocas tradicionalistas, enviou-nos Simões Muller, pelo Natal, o seu último livro: ‘Dona Maria de trazer por casa’. Ainda que caricatural, o título do livro é bem feliz e felicíssimo pode considerar-se o seu conteúdo. Compõem-no três pequeninas peças, que em boa verdade nada têm com o título da capa, e que são: ‘Aventuras na loja dos brinquedos’; ‘E nessa noite os animais falaram’; e ‘O príncipe das mãos vazias’. Três peçazinhas bem delineadas, carinhosamente escritas para serem compreendidas pelo público infantil, constituindo mesmo uma das mais completas tentativas de teatro para crianças, entre nós.”

Banquete, Nº 69, Novembro 1965 - 9

Revista amavelmente cedida por Margarida Marques. Carregar na imagem para ver em tamanho 2136 x 1500.

“As flores, alegria do lar, XLVI”, por Vera.

“Para os arranjos de flores no Verão quase se poderá referir o aforismo que se tornou voz da tradição, quanto à excelência dos cozinheiros nos meses em que há tomate: – ‘No tempo de tomate, não há maus cozinheiros’.

E nós gostaríamos de dizer: – ‘Nos meses de Verão não deviam haver más decorações florais’.

As dificuldades começam no Outono e põem à prova a nossa imaginação por todo o Inverno.”

Banquete, Nº 69, Novembro 1965 - 8

Revista amavelmente cedida por Margarida Marques. Carregar na imagem para ver em tamanho 2144 x 1492.

“O Vinho e a Mesa, III, o mecanismo apreciativo”, por E. Barreiro Pires.

Especialidades de restaurantes: Queijadinhas de Évora (Hotel Baía, Cascais); Arroz Doce à Varandinha de Alfama (Restaurante Varandinha de Alfama, Lisboa); e Torta Imperial Romanoff (Elevador da Santa Justa, Lisboa).

“Queijadinhas de Évora

750 grs. de queijinhos frescos passados pela peneira
450 grs. de açúcar fino (pilé)
80 grs. de coco
80 grs. de amêndoa seca moída (sem casca)
5 grs. de canela em pó
50 grs. de farinha
Raspa de 1 limão
5 gemas de ovos

Ligam-se bem todos os ingredientes.

Forram-se forminhas caneladas, com massa tenra ou massa folhada. Enchem-se com o recheio e vão a cozer em forno um pouco quente, mas não demasiado.

Depois de cozidas, e enquanto quentes, viram-se ao contrário.”

Século Ilustrado, No. 486, April 26 1947 - 3

Carregar na imagem para ver em tamanho 1128 x 1520.

As notícias do mundo do espectáculo internacional. Na imagem, a actriz escocesa Deborah Kerr, que acabava de ser eleita pelos críticos cinematográficos dos E. U. A. a melhor vedeta de 1947.

Século Ilustrado, No. 486, April 26 1947 - 3a

“Deborah Kerr, esposa do famosos aviador Anthony Charles Bartley, que foi condecorado por actos de bravura na recente guerra, caracteriza-se por uma admirável presença de espírito e uma forte personalidade. Toca muito bem piano. O seu passatempo favorito é a leitura.

Gosta de frequentar teatros, e é uma autoridade no que diz respeito a bailados. É, igualmente, autora de lindos versos. Se o destino não lhe tivesse permitido realizar os seus ardentes desejos, como actriz, Deborah Kerr teria tentado a carreira literária.”