Ilustração, No. 119, Dezembro 1 1930 – 35

Ilustração, No. 119, Dezembro 1 1930 - 35

Carregar na imagem para ver em tamanho 1086 x 1497.

“O Crime do Moliceiro”, novela de Celestino Gomes, ilustrada por João Carlos.

“Diziam que o rapaz não chegava a casar. Para mais, êle não ganhava afeição a nenhuma, era hoje uma, àmanhã outra, não havia mulheres que lhe chegassem. (…)

Ora foi por êste tempo, valha a verdade, quando o Zé Luzio começou a safra por conta do sr. Rodrigues, que a mulher dêste, uma de olhos cicatrizados de pinturas e vestidos arrevezados rés-vés dos joelhos, ainda arriba que nanja abaixo, uma que tirava retratos a lápis que era uma parecença, entrou a andar no barco do moliceiro – que tôda ela era ser sereia em cata de água.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: