Desfile da M. P. F., 1941

Desfile da M. P. F., 1941

Carregar na imagem para ver em tamanho 658 x 902.

Do livro Mocidade Feminina Portuguesa, de Irene Flunser Pimentel, da editora A Esfera dos Livros, 2007.

“Em resposta a uma carta anterior de Maria Guardiola que aludira à possibilidade de serem ‘dispensadas de tomar parte nos actos próprios da religião católica as filiadas que professam outra religião’, o pai de uma aluna considerou, em 1947, que a dispensa não se aplicava à filha, pois esta estava impedida de se filiar pelo próprio regulamento da MP, que recusava a admissão na organização de indivíduos ‘sem religião’. Lamentava, por isso, que a filha fosse impedida de ‘pertencer a uma instituição do seu país por efeito de uma disposição de lei que tem tanto de violenta como de injusta e intolerante’ porque colocava ‘alguns portugueses em situação de desfavor, proibindo-lhes o ingresso numa instituição nacional’. Além disso, apesar dessa proibição, exigia-se-lhes uma contribuição para os fundos da Organização em que não podiam ingressar.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: