Contemporânea, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922

Contemporânea magazine, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922

Carregar na imagem para ver em tamanho 1570 x 2225.

Via Hemeroteca Digital da Câmara Municipal de Lisboa.

“Eduardo Viana é, entre os pintores da nova geração, d’aquelles que mais aberta e firmemente veem ao encontro das nossas esperanças. Novo, vivo, inquieto quasi sempre, o seu espírito procura com uma anciedade e uma intensão superiores, não simplesmente qualquer coisa que sob o ponto de vista plastico marque originalidade imprevista, mas sim a expressão individual de uma funda necessidade de interpretar com a propria alma e os proprios nervos aquilo que, fóra de si e dentro de si, é edialidade, gosto, ternura, natureza comovida…”

Contemporânea magazine, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922a

Contemporânea magazine, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922b

Contemporânea magazine, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922c

Contemporânea magazine, Eduardo Viana, O Dia do Santo, 1922d

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: