Arquivo

Ilustração

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 26

Carregar na imagem para ver em tamanho 973 x 1503.

Artigo sobre a relação do pintor espanhol Goya e a duquesa de Alba, supostamente a inspiração para o célebre quadro “Maja Desnuda.”

“O citado autor do Voyage de Figaro en Espagne, que também a viu, pinta-a assim: ‘Na duquesa de Alba não há um só cabelo que não inspire desejos. Nada nu mundo há tão formoso como ela; seria impossível fazê-la melhor (Goya era decerto da mesma opinião) ainda que a mandassem fazer de encomenda. Quando ela passa tôda a gente assoma às janelas e até as crianças param de brincar.'”

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 27

Carregar na imagem para ver em tamanho 985 x 1511.

Artigo sobre a relação do pintor espanhol Goya e a duquesa de Alba, supostamente a inspiração para o célebre quadro “Maja Desnuda.” Nas imagens, a duquesa de Alba, e a rainha Maria Luísa.

Anúncios

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 18

Carregar na imagem para ver em tamanho 978 x 1512.

“Satanás Pede a Demissão”, novela por M. Martínez Feduchy, ilustrada por Tom (Tomás de Melo).

“No comêço da vida, o Bem e o Mal caminhavam de mãos dadas pelo mundo. Queriam-se entranhadamente. O Mal era moreno; o Bem loiro, oxigenado. Criados por Deus numa tarde de inspiração, foram ao princípio mensageiros dos seus dons; eram os próprios Deus que se perpetuariam naquele par.”

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 19

Carregar na imagem para ver em tamanho 982 x 1513.

“Satanás Pede a Demissão”, novela por M. Martínez Feduchy, ilustrada por Tom (Tomás de Melo).

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 16

Carregar na imagem para ver em tamanho 1668 x 2574.

A foto-reportagem “Três dias no paraíso, Cúria – Luso – Bussaco – Aveiro – Vale do Vouga – S. Pedro do Sul – Vouzela”, sobre uma excursão de Alexandre de Almeida e outros, ilustrada pelo fotógrafo H. de Novais e pelo caricaturista Tom (Tomás de Melo).

“Mata de São Jacinto. É paraíso, ainda, mas um paraíso com mesa posta e um banquete pantagruélico, petiscos caros da região, a caldeirada do peixe famoso da costa, um vinho saltitante, prodigioso, inspirador de poetas e enamorados. Ferro modernista sente o lirismo envolvente. Esquece Valery e Gomez de La Serna e lembra um último romântico, bem comido é certo, mas suspiroso e galante sob o olhar sêco e risonho de Augusto Pinto, a quem o dia não correrá bem. Até Frei Luís lhe chamaram, à sobremesa, ao pobre amigo!…”

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 17

Carregar na imagem para ver em tamanho 989 x 1503.

A foto-reportagem “Três dias no paraíso, Cúria – Luso – Bussaco – Aveiro – Vale do Vouga – S. Pedro do Sul – Vouzela”, sobre uma excursão de Alexandre de Almeida e outros, ilustrada pelo fotógrafo H. de Novais e pelo caricaturista Tom (Tomás de Melo).

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 14

Carregar na imagem para ver em tamanho 1695 x 2580.

Foto-reportagem sobre a evacuação da Renânia: o primeiro monumento erigido a Gustavo Stresseman, na Baviera; as últimas tropas francesas que abandonaram Mainz; iluminações populares em Mainz na noite da desocupação; o general Guillaumat e o alto comissário Tirard, de volta a Paris da Renânia, reavivam a chama da Pátria sobre o túmulo do Soldado Desconhecido; as tropas francesas batem continência à bandeira uma última vez antes de retirarem de território alemão; e a artilharia em Berlim, no Lustgarten, dás as salvas.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 15

Carregar na imagem para ver em tamanho 1671 x 2574.

A foto-reportagem “Três dias no paraíso, Cúria – Luso – Bussaco – Aveiro – Vale do Vouga – S. Pedro do Sul – Vouzela”, sobre uma excursão de Alexandre de Almeida e outros, ilustrada pelo fotógrafo H. de Novais e pelo caricaturista Tom (Tomás de Melo).

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 12

Carregar na imagem para ver em tamanho 1692 x 2562.

É inaugurado em Chantilly um monumento ao marechal Joffre. As linhas aéreas da Finlândia fazem um avião Junker Júnior voar 22.000 km com gasolina Shell sob uma temperatura de 25º abaixo de zero e aterrar no lago Thusula.

Morre o estadista romeno Mironescu. O político espanhol Santiago Alba, cuja entrevista em Paris com D. Afonso XIII foi muito comentada.

A peregrina portuguesa Maria Marcelina de Matos vai a Roma a pé. Apesar dos seus problemas de saúde, o papa Pio XI preside a actos solenes na Basílica de S. Pedro.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 13

Carregar na imagem para ver em tamanho 1668 x 2566.

A poetisa e artista Alice Ogando publica o livro de versos “Chama Eterna”. No Albert Hall de Londres dá-se o Baile do Império, com um cortejo das indústrias britânicas, organizado pela British Legion. Na imagem, modelos vestidas como uma alegoria aos produtos da Cutelaria de Sheffield.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 13a

Carregar na imagem para ver em tamanho 1033 x 813.

Mário Mendes, homem de teatro e secretário da companhia Amélia Rey Colaço, é homenageado durante uma récita. O ditador de Itália Benito Mussolini passeia nas propriedades do príncipe Ginori, nos arredores de Florença.

O jornalista Nuno Simões visita o Brasil, a convite dos seus conterrâneos, e discursa no Centro do Minho, no Rio de Janeiro.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 10

Carregar na imagem para ver em tamanho 929 x 1300.

A crónica de Aquilino Ribeiro, em que este tece elogios ao apoio que a França dá à cultura e à sua língua.

“Se de França desviarmos olhos para Portugal que se nos oferece? Uma literatura mortiça, em regra pobre candeia de azeite a apagar-se, mal reanimada por um ou outro homem de vontade ou lunático, por um ou outro ocioso. Os estadistas portugueses – de letras – só se interessam com as de câmbio. Entre os escritores não há a mínima solidariedade profissional, pois que contar com outra seria numa terra esfacelada uma santíssima utopia.”

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 11

Carregar na imagem para ver em tamanho 973 x 1512.

Morre o escritor Arthur Conan Doyle. O caçador Fernando Campeão posa com um leão que ele matou nos arredores de Lobito, Angola. Alberto Bertola e a sua cadela, que era na altura o único cão conhecido que sofria de estrabismo. Nos E.U. um gato tinha quartos traseiros de coelho, andava aos saltos, não gostava de leite e alimentava-se de ervas.

O cavalo Jativa, do marquês de Valderas, ganhava o Grande Prémio de Madrid de corridas de cavalos. Em Madrid, o Conselho Superior Bancário reunia-se de emergência para impedir a baixa da peseta.

Os ministros do Comércio, Interior e Justila na inauguração do Palácio da Justiça, em Braga.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 8

Carregar na imagem para ver em tamanho 957 x 1505.

Publicidade aos carros REO.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 9

Carregar na imagem para ver em tamanho 1672 x 2574.

A ficha técnica. A Casa Pia festeja o seu 150º aniversário.

“As fotos que inserimos mostram-nos o magestoso refeitório dos alunos, o mesmo quando da refeição servida pelas famílias dos antigos educandos – O professor Cruz Felipe discursando na sessão solene e a mesa que presidiu ao mesmo acto, vendo-se à direita o actual director coronel Câmara Leme, e finalmente, em baixo, uma camarata à hora do banho e um aspecto dos exercícios ginásticos em parada”