Arquivo

Tag Archives: Ilustração

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 6

Carregar na imagem para ver em tamanho 979 x 1515.

Publicidade aos automóveis Chrysler, ao insecticida Flit, e aos sais de fruta Eno.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 6b

Carregar na imagem para ver em tamanho 856 x 1172.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 6a

Carregar na imagem para ver em tamanho 783 x 1185.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 7

Carregar na imagem para ver em tamanho 644 x 1000.

Publicidade à Biblioteca de Instrução Profissional.

Anúncios

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 4

Carregar na imagem para ver em tamanho 1100 x 1600.

Publicidade ao Vérascope Richard, à Cafiaspirina, aos Lithinés du Dr. Gustin, e à Magazine Bertrand.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 4d

Carregar na imagem para ver em tamanho 631 x 800.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 4c

Carregar na imagem para ver em tamanho 706 x 861.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 4b

Carregar na imagem para ver em tamanho 819 x 1215.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 4a

Carregar na imagem para ver em tamanho 725 x 1087.

Ilustração, No. 110, Julho 16, 1930 - 5

Carregar na imagem para ver em tamanho 645 x 1000.

Publicidade ao romance “O Homem que Matou o Diabo”, por Aquilino Ribeiro.

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 42

Carregar na imagem para ver em tamanho 986 x 1510.

Os passatempos, anedotas e cartoons. Cabeçalho por Emmérico Nunes.

“O Pedrinho (com cinco anos, na confeitaria): – Quantos rebiçados daqueles posso ter por um tostão?

O caixeiro: – Uns quatro ou cinco.

O Pedrinho: – Dê-me cinco, faz favor.”

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 42a

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 43

Carregar na imagem para ver em tamanho 956 x 1504.

Publicidade de Aníbal Tejada ao Lincoln Ford.

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 38

Carregar na imagem para ver em tamanho 983 x 1520.

“A Estátua Oca”, pelo Repórter X (Reinaldo Ferreira), ilustrado por José Rocha.

“- Ainda não há meia hora que o preveni que a vida da srª D. Leonor estava por um fio – explicou o médico, um pouco mais calmo. – Informei-o até que a menor alusão à morte, a menor comoção podia provocar-lhe uma paragem fatal do coração. E o senhor prevenido, informado por mim, escolheu o mais macabro, o mais impressionante, o mais perigoso número do seu reportório – aquele que, segundo o que eu lhe dissera parecia feito expressamente para dar cabo da pobre senhora!!! Que interêsse tem em cometer êsse crime?”

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 39

Carregar na imagem para ver em tamanho 959 x 1506.

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 36

Carregar na imagem para ver em tamanho 993 x 1512.

“Teoria do Galego”, crónica satírica por W. Fernandes Flores, ilustrada por Tomás de Melo (Tom).

“- O meu verdadeiro ódio, um ódio inextinguível, vai contra os fumadores de charutos de chocolate. O reporter abriu os olhos com assombro. – Existe alguém que fume charutos de chocolate? – Infelizmente, existe – corroborei, fingindo grande mágua ; eu sei de alguns amigos meus que praticam êsse vício nefando. – É possível?… – Adquiriram êsse hábito nos bancos da escola e não o podem abandonar. O senhor bem sabe que o menino e o pepino…”

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 37

Carregar na imagem para ver em tamanho 964 x 1504.

“- Os galegos andam constantemente em tamancos pelas suas ruas empedradas, fazendo tanto ruído que tôda a gente se queixa de dôres de cabeça. Podem dividi-los em dois grandes grupos: um, o dos guardanocturnos, e o outro, o dos aguadeiros. Os guardanocturnos ganham a vida abrindo as portas aos aguadeiros, e os aguadeiros, levando água aos guardanocturnos.”

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 34

Carregar na imagem para ver em tamanho 982 x 1517.

Artigo sobre a Quinta da Lameira, um solar no Alentejo.

Nas imagens: imagem da Senhora das Dores, no altar da capela; uma fonte com azulejos e uma figura de mármore italiano; mordomo em louça à porta; e a fachada.

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 34b

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 34a

Carregar na imagem para ver em tamanho 1000 x 721.

“A imagem de N. S. das Dôres não tem inscrição alguma e por isso ignora-se quem foi o seu autor, mas é tradição nesta família que ela foi adquirida na Itália à data da fundação desta quinta, tendo por isso sido colocada ali há 147 anos, aproximadamente.”

Ilustração, No. 109, July 1 1930 - 35

Carregar na imagem para ver em tamanho 978 x 1515.

“Teoria do Galego”, crónica satírica por W. Fernandes Flores, ilustrada por Tomás de Melo (Tom).

“Certa vez consegui fazer uma entrevista muito interessante.

Confesso que detesto as entrevistas. Parece-me que se abusa delas e que quási tôdas pecam de aódinas e inoportunas. O típico do jornalista que interroga àcêrca de coisas que quási nãp interessam a ninguém não chega, no entanto, a arreliar-me tanto como o tipo de homem propício a consentir que lhe revistem as ideias.”